A esperança se perde aos fatos

  Em muitas ocasiões o homem falhou e pagou pelas próprias palavras. Inúmeras vezes provamos a nós mesmos que a nossa “superioridade” intelecto-racional é, de fato, a nossa ruína, a vergonha camuflada é o paradoxo de uma dádiva que nos faz (moralmente) inferiores. Não porque esse era intuito principal, sim porque para outros fins nos dispusemos.

  Noutras ocasiões há a predisposição de um amparo religioso. O lado bom é que isso realmente interfere na vida das pessoas proporcionando-lhes alguma dignidade, por mais que seja imposta (e relativa). O biólogo Richard Dawkins disse em uma entrevista que uma pessoa que deixa de fazer o “mal” apenas porque crê na eterna continuidade da vida – vida após a morte; concepções de céu e inferno – ou seja, aquele que faz o bem por medo de um “castigo” divino é, no mínimo, antiético. Onde está o caráter moral disso? Existe alguma bondade natural ou tudo é atribuído aos “desejos” de Deus?

  Hoje assisti na TV um homem que matou outro porque esse se recusou a fechar a janela do ônibus. Pensei “a que ponto chegou nosso ‘discernimento mental’? – Se procede a informação de que só usamos 10% da capacidade do cérebro, que isso seja revisto para que possamos descobrir como ir além. Qual seria o nível de instrução mental desse homem?”

  Ingenuidade minha. Quando mais controle do cérebro tivermos, maior o intuito em exercer uma dominação uns com os outros. Quanto ao assassino do ônibus, pouco importa se ele era um analfabeto ou um Doutor. Um homem chamado Harry Truman, político estadunidense, Juiz em 1922, senador em 1934 e presidente em 1945, foi (entre outras pessoas) responsável por uma das maiores tragédias da história, as bombas atômicas lançadas em Hiroshima e Nagasaki.

  Não importa se é bem instruído ou não, simplesmente são humanos. O homem é dotado de uma essência ruim que vai além do extinto de preservação de vida dos demais animais. Egoístas, dominadores, onipotentes… Somos todos iguais, o que nos difere são as circunstâncias e as armas em mãos.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: